Inspiração de Adegas dentro de casa!

#adega #casa #inspiração #design

Antes de você escolher o melhor modelo e design de adega para sua casa, é importante saber que existem três tipos diferentes de adegas. São elas: adegas passivas, adegas termoelétricas e adegas com compressor.

Adegas passivas são as mais clássicas, aquelas que você não utiliza de nenhuma tecnologia para manter o vinho em temperatura ideal. Já as adegas termoelétricas funcionam por meio da troca de calor com o ambiente externo. O que acontece, mais precisamente, é que uma placa de cerâmica dentro da adega absorve o calor em seu interior e o manda para fora. Por fim, as adegas com compressor, são essas muito parecidas com geladeiras, e utilizam do compressor para resfriar seu interior e manter as bebidas sempre em sua temperatura ideal.

Onde colocar sua adega?

Uma adega pode ser feita literalmente em qualquer cantinho. Seja ele na cozinha, sala de estar, corredores, sala de jogos etc. Confira essa seleção de fotos que separamos pra você se inspirar:

O que achou dessas inspirações ? Se você já tiver uma adega em casa, tire uma foto e nos marque no instagram! @vinettovinhos

Harmonização : Macarronada e Vinho!

#macarroanda #vinho

Você gosta de Macarronada? Já pensou em harmonizar um Vinho de acordo com a Macarronada que for se servir ? Esses dois elementos se complementam formando uma das harmonizações mais executadas do mundo. Porém, é preciso observar o molho que acompanha a massa para que a combinação seja perfeita. Saca só essas dicas incríveis de harmonização que separamos para você! 

 Antes dos restaurantes selfservice serem tão populares no Brasil, era comum que cada dia da semana tivesse seu prato tradicional. Em São Paulo, por exemplo, a quinta-feira era o dia da macarronada, com molho vermelho e, muitas vezes, acompanhada de frango assado ou de rolinhos de carne (o bife à rolê).

Para esses pratos, ainda tão populares, a combinação pode ser com um tinto italiano, como os Chianti, ou um Syrah do Chile, com seu frutado e fundo de especiarias.

No entanto, se o macarrão tiver molho branco ou de queijos, vale tentar um Chardonnay amadeirado, que não esteja extremamente gelado. A oposição vai ser bastante agradável e, se o seu companheiro de mesa estiver comendo uma massa com molho de tomates, ofereça uma taça do Chardonnay, ele vai se surpreender, pois a acidez do vinho é complementar à acidez do molho de tomates. E esse mesmo branco vai funcionar se alguém estiver comendo um risoto simples, sem carne, com uma base de queijo e fruta, como pera e gorgonzola, por exemplo. Via revistaadega

TOMATE – Tintos leves e com boa acidez (Chianti, Merlot) e rosés em geral.

CARNE – Tintos um pouco mais encorpados (Cabernet Sauvignon).

QUEIJO – Brancos mais encorpados (Chardonnay) ou tintos delicados (Pinot Noir, Beaujolais).

FRUTOS DO MAR – Brancos e rosés em geral.

AL PESTO – Brancos leves e frescos (Sauvignon Blanc, Torrontés).

Você já fez alguma dessas harmonizações ? Poste uma foto no Instagram ou Facebook e nos marque!